Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

so strong, so broken

because your smile make me live ♥

27
Fev17

*à tua espera

Sozinha, à tua espera. Este sentimento de voltar a estar sozinha, mas desta vez num local completamente fora da minha zona de conforto. É incrível o que tenho sentido e ao mesmo tempo complicado. 

Têm sido dias tão descoincidentes, a montanha russa de emoções não para. Momentos de coragem e fraqueza. Tens a tua vida e eu vim intrometer-me, mas as saudades falam mais alto e era desconhecido como iria ser. É verdade que este não é o meu ambiente, mas estou a dar o melhor de mim para atenuar a mudança que provoquei.

É tão bom não existir distância, mas também já sentia de estes pequenos momentos a sós como antigamente. Não há descrição para seres a primeria e a última pessoa a ver e só te admiro mais e mais. 

Os dias começam a esgotar-se e não sei como ter coragem para te deixar e voltar para o meu futuro incerto. És a minha casa, não importa os obstáculos. Já me pesa no coração a dor da saudades, as lágrimas de ter que voltar a despedir-me.

18
Fev17

*vou ter com ele e viajar!

É tão irreal, ter voltado à rotina e de repente é real e vou ter com ele. O meu coração não podia estar mais feliz e ao mesmo tempo vou viajar e ter férias. Este últimos dias foram passados entre uma felicidade e excitação imensa e entre um nervosismo e ansiedade também imensos. 

Nunca andei de avião ou sequer fui até um país tão distante, daí a excitação misturada em nervosismo. Um dos meus sonhos sempre foi ter a oportunidade de viajar e conhecer outra cultura. É estranho trocar de papéis, mas só quero voltar a estar nos braços dele e sentir-me completa

Houve muito drama para chegar aqui, por isso não quero saber o que vai na boca do mundo, não importa, mas sim eu! Esforcei-me imenso para ter pequenas vitórias, chorei imenso de dor de saudades e revolta, rói-me de inveja e aqui estou eu. Os caminhos nunca são fáceis, mas quando alguns dos sonhos se realizam não existe melhor sensação.

Quero voltar a ver o teu sorriso, abraçar-te e chorar como uma parva no reencontro. Quero fazer uma nova rotina contigo, criar novas aventuras, novas memórias e apreciar todos as pequenas coisas. 

Quero que não me largues e que quando fechar os olhos, ao reabrí-los estejas lá para me dizeres que não é mais um sonho distante, mas a realidade e que posso sorrir e sentir-me como o pássaro que conseguiu fugir da gaiola.

Apesar de querer imenso a alegria do reencontro, a despedida vai ser novamente difícil e arrebatadora.

Desde que te tenha ao meu lado, nada mais importa, só preciso que me emprestes novamente um bocado da tua força.

16
Fev17

dramas a atormentar uma vida

O dia tão lindo, sair à rua foi uma sensação primaverial de alegria e nostalgia. Voltar a vestir o meu casaco de cabedal, ser acariciada pelo sol gostoso, mas sinto tanto a tua falta.

Só que foi mais um daqueles dias não, um contraste com ironia. Há dramas que são tão desnecessários se as pessoas soubessem ser pessoas decentes, era escusado levar com isso em cima de ombros sensíveis que levam a alimentar à revolta e dor que se instalam.

Não gosto de me sentir tão fraca e controlada por sentimentos. Têm sido tantas mudanças, alegrias, choros mas estava a sentir-me no bom caminho até o lado sentimental voltar a assumir o controlo.

Just say something...

 

14
Fev17

Sobre o dia de hoje

podia ter sido melhor, não andasse para trás e para a frente escusadamente!

É resumidamente a minha vida....

Nunca fui muito adepta do dia de são valentim, demasiada lamechice e eu sou uma pessoa lamechas. É óbvio que ao estar numa relação à distância, custa ver os "outros a estarem felizes" e só me fez sentir mais saudades e suspiros de ugh. O mais impressionante é que hoje só se via casais na rua de mãos dadas e amanhã vai voltar tudo ao normal! Porque não fazê-lo todos os dias se realmente se gosta? Pode ser um bocado de azia por não poder partilhar momentos, se já não é fácil em datas especiais é ainda pior... Só que é um fenômenos que é reparado todos os anos, muito mel nas redes sociais e as ruas mas depois volta tudo ao normal, isto nem sequer faz sentido.

Não foi propriamente um dia bom, mas de certeza que acabou da melhor maneira! Para além de afogar as mágoas em doces e já ter perdido à esperança do dia se ir tornar melhor, surpresas acontecem e as melhores são as que aquecem o coração e a alma

13
Fev17

desabafo de dias a olhar para os equipamentos

Sentada à secretária, a olhar para o vazio da vista que se encontra à minha frente. Tempos vazios à espera.

Vêm à tona os pensamentos óbvios que podia estar a aproveitar aquele tempo para outra coisa, mas compremeti-me e por mais frustração se vá criando, é uma nova jornada. E com ela tenho que reaprender a lidar com os sentimentos que vai gerando. O meu coração quer sempre fazer o tempo valer e quando o tiro sai pela colatra, é mais um pedaço que chora. E a minha razão quer acreditar nas palavras de sucesso, só que possui um custo neste coração mole. 

Ainda só agora começou e estou a dar o meu melhor para que tudo resulte, mas até que ponto consigo aguentar-me e ainda falta uma outra parte. Penso para mim própria que é só uma semana má versus uma semana boa e é compreensível, mas sou fraca por pôr os meus sentimentos à frente do esforço?! 

É óptimo acordar excitada com os dias a esgostarem-se, mas não torna os dias mais fáceis, com esta falta que só aumenta a ferida da saudade, quando queria poder estar mais disponível mas também tenho que lutar por mim própria. É difícil ser a parte sensível, o coração mole, a pessoa que sempre coloca quem ama à sua frente. Não me importo de fazer uma ginástica porque apenas quero aproveitar enquanto existe tempo...

Gostava de poder fazer-te sentir o que eu sinto, devolver-te as palavras que ecoam no meu coração. 

Não me deixes à chuva.

11
Fev17

novo capítulo

Perdi a conta a quantas vezes abri a página para escrever, mas a preguiça ganhava. O meu coração dizia para escrever, só que as conquistas falaram mais alto e o corpo que exigia descanso e o "bom não fazer nada". Tantas ideias que nunca foram escritas nos dias de chuva, a tua falta batia mais forte e as lágrimas arrastavam com elas o entusiasmo de libertar a alma.

No meio das tão aguardadas férias, depois de quatro anos, sempre pensei que iria ser mais fácil estar em casa, pois a bomba tinha rebentado. Por mais que valorize, e mais uma vez enganada pelo meu coração mole, há sempre algo que surge como uma nova desculpa de não serem capazes de aceitar a realidade que nunca esteve tão visível. Não é o lugar a que posso chamar casa quando me sinto um pássaro fechado numa gaiola. Nesse sítio a que retornam todos os maus sentimentos, aqueles 18 anos a sofrer em silêncio, com o sorriso a disfarçar as feridas. Os dias pareciam semanas, os monstros constantemente à espreita, a distância e saudade a fazerem-se sentir pesadamente, a dor de não ter o escape de desculpas para me poder livrar da nuvem negra por umas horas. Apesar de ter voltado a sentir um pássaro fechado numa gaiola e lágrimas de revolta, ... , derramadas, existia a luz que não tarda ia ter um novo capítulo!

Não sei o que é estar de férias ou o que fazer com tanto tempo livre, sem aquelas preocupações constantes que pesavam tanto no meu coração. É uma nova sensação de liberdade e poder, olhar para o horizonte com um sorriso cauteloso.

É mais um capítulo, depois de conquistas que levaram tanto esforço, lágrimas, stress, reclamações. Continuo bastante assustada com o que o futuro que me espera, mas pela primeira vez em muito tempo sei o que quero e como lutar por isso. Existem bastante dúvidas e medos, mas continuo a dar o meu melhor para esconder com um sorriso e viver um dia de cada vez! De volta à rotina, de volta ao ambiente em que posso ser eu. 

Continua a não ser fácil lidar com a distância, as saudades e nunca o vai ser, mas já falta pouco... Um misto de entusiasmo e excitação, com receio e medo do desconhecido. Não consigo parar de pensar, há sempre novas memórias que vão surgindo. Aquece o coração, as palavras ditas que me tocam e me fazem sentir ainda mais, mas também temer pelo o que vêm a seguir...

Não sei se estou preparada, continua a faltar uma parte de mim, é uma falta que só aumenta a cada dia que passa. Após um ano com tantas mudanças e que tanta influência teve sobre a minha maneira de pensar e ver o mundo, fui obrigada a crescer em certos aspectos e levo comigo lições. Guardas da memória e no coração

Como tudo na vida, o que é bom acaba cedo, vêm novas situações que preciso de saber lidar e continuar a aprender e construir-me no que quero vir a ser. O que importa é focar-me no bom e sorrir porque é tempo disso.

Agora as palavras da primeira vez deixam-se abismada porque era exatamente isso.

Acreditas-te, quando mais ninguém era capaz diso e aqui estou, aqui estamos...

05
Fev17

*vestígios

Os vestígios que foste deixando durante o casulo de felicidade. Os que gravaste na minha memória e coração.

A tua presença continua aqui, é nostálgico. Olho em meu redor e há sempre algo que me faz lembrar de ti, ás vezes é doloroso porque sinto ainda mais a dor da saudade e, outras vezes é bom porque são as nossas memórias, são fantasmas reconfortantes.

Da primeira vez que te foste embora foi doloroso até me habituar a conviver com os fantasmas das memórias, tinha medos habituais que a distância provoca. Porém só veio demonstrar as pessoas que somos, e que apesar de difícil, não é impossível quando há compreensão e empenho em sermos capazes de superar mais um e olhar para o dia seguinte.

Foram tão bons os dias que passamos juntos, poder voltar a ver-te, finalmente tocar-te e não seres só uma sensação distante. Sentir mais e mais...

Sou uma sentimental, mas no fim sei levantar-me, só preciso de uns empurrões para voltar a levantar-me e andar. A minha imaginação voa, mesmo com o coração e o cérebro a saberem que não existem razões, mas a experiência ensinou-me que tudo pode mudar num segundo, por isso é que me preocupo tanto. É só mais uma da maneiras de demonstrar o que sinto por ti, saber como é para ti e tentar tornar a distância menos penosa, e no fim provocar um sorriso.

São os vestígios que me fazem olhar em frente e ver o futuro que ainda tenho por percorrer. A mais simples coisa pode desencadear um turbilhão de cores. Nem sempre a nostalgia é um sentimento mau, porque faz-me perceber o caminho que percorri até agora e dar valor aos pequenos momentos e ser grata por isso.

02
Fev17

*sou humana

O vento sopra lá fora, a chuva vai caindo arrastada com a sua força. Estou no conforto do meu quarto a relembrar os bons momentos e por meio de sorrisos inesperados o meu coração começa a bater mais forte.
Apesar da preocupação, os momentos inesperados são os que mais aquecem o coração, que me fazem verdadeiramente sorrir e matar um pouco das saudades ao ver te também sorrir.
Continuo com aquele sentimento de impotência, o meu coração gostava de fazer mais, mas a distância impede e só as palavras que escrevo parecem diminuir estes quilómetros e atenuam um pouco tais sentimentos.

A chuva começa a cair intensamente e com ela traz mais nostálgia, tanto mudou! e sempre que acordo estou na esperança que já tenha acabado, mas apenas acabou uma etapa e vai começar outra ainda mais importante. 

Alguém me lembrou que sou humana com sentimentos e que apenas tenho que continuar a mostrar quem sou e a acreditar em mim e no meu valor.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Mensagens

Inspiração


Follow

Sentimentos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.