Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

so strong, so broken

because your smile make me live ♥

23
Ago17

parada

Os dias vão passando, e ela sente-se imóvel em relação ao caos à sua volta. As portas estão fechadas, as janelas semi-abertas e ela estática a olhar, sem puder agir. Apenas ficar agarrada aquele coração mole e com esperanças vagas à espera de respostas que tendem em não chegar.

Ela quer tanto agir, pegar nas suas coisas e bater com a porta. O seu corpo grita a cada hora passada contrariando o seu rosto sorridente. Pôr as máscaras sem descanso, porque não existem palavras como o respeito ou privacidade. É obrigada a abdicar de partes tão necessárias, que só abrem feridas antigas e partem o que foi colado do seu coração. Viver dentro das tais quatro paredes é uma agonia, nada sabe bem, nada parece certo por mais esforço que se obrigue a criar uma rotina similiar à da sua liberdade. 

E mais uma vez ela encontra-se num local similiar de há um ano atrás. Uma nova rotina que terá que ganhar na sua prisão de anos, velhos e recorrentes sentimentos que são sempre complicados de lidar, ficar aterrorizada por não saber como será o futuro, temer pela sua sanidade mental. Ficar à espera de uma esperança que se esvazia a passos largos, calada no meio dos planos de quem pode viver, chorar por dentro pela dor que pesa e começa a ser dificil de esconder. 

Todos os dias acordar é penoso, nada mudou e é mais um dia que terá que aguentar. Positivismo não faltava, até começar a sentir os dias a esgostarem-se, a sua âncora a falar, mais uma vez, de uma vida completamente difrente da sua e querer chorar, mas ter que ser forte e guardar as mágoas para um momento que consiga estar só e deixar-se desabar, como agora. 

As lágrimas ainda não esgostaram e não deverão ir parar tão cedo, ela podia passar horas a chorar com toda a dor e medo que sente. Gritar em silêncio por ter liberdade e privacidade, uma frustração imensa por não haver nada rápido para isso mudar.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Mensagens

Inspiração


Follow

Sentimentos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.