Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

so strong, so broken

because your smile make me live ♥

03
Set17

Are you listening?

 I'm broken, the dark side appeared and win. I'm in pieces because I'm not strong enough when it comes to face the fears.
Is annoying, I should learned and not let myself be so dark and fall deeply in selfish feelings. I hurt myself and the person I love. I'm so sorry that I'm such a mess.
You warn me, I listened, I learned every time even if don't look that way. Did I fall to quickly to not see the same mistake or did the dark side is winning without me knowing...
It hurts, more because the reality is so close but also so far away. I wanna catch it and see my dreams come true but like the wind the direction change without a signal.
I pass too much time alone with my dark feelings, is a lonely place that take me to the past and don't stop the wheel, even if a try to be in the present and think about the future.
I wanna feel something in my skin just to stop the pain, to shut up the deep voices.
I had my life, I had it all... It was taken for me, I went back to my past and that, call old and deeply demons.
Isn't excuses, is hard and I have the support, I'm just to weak, too dreamy girl, too good with the mask that I forgot too see the world in other's perspectives.
Did I lost my touch of a soft heart or is my soul too much dark. 
I lost control of myself, I can't recognized me, where did that girl, that learn so much in last year, went ? Feelings of a sorry heart, pain of a fragile soul, some pieces of that girl who find her soulmate and all the memories, the light of reality.

14
Dez16

Horas de solidão

Nas horas de solidão, a tentar ignorar o silêncio que quer gritar, a dor que quer tomar conta do meu coração, os vícios, resistir e mostrar a mim própria que sou capaz

Entre as músicas melancólicas que me fazem lembrar de ti, entre as palavras que escrevo para tentar aliviar esta saudade que transborda do coração, entre as lágrimas que querem aparecer, felizmente o dia esta a chegar ao fim

Engano-me, na esperança que amanhã seja melhor, esperando e esperando, agarrando-me as pequenas coisas que me fazem sentir que estou viva e tenho um futuro à minha frente. 

Acabo por ficar acordada até tarde, comigo própria. A noite é tentadora, mas também é a melhor companheira para a solidão, para esta nuvem que me faz sonhar acordada, para o choro silencioso em desespero de libertar a falta que sinto de me sentir confortável

Esperar, esperar, esperar e simplesmente aguentar, porque eu consigo e já não falta muito, só vai faltar depois o resto que ainda esta por vir.

Não há nenhum lugar para ir, a não ser nas memórias, nas fantasias do passado e futuro. Preciso de continuar a acreditar em mim, no que sinto, não no caos em que me encontro, porque não importa os momentos de solidão, quero acabar nos teus braços outra vez.

A escrita tem sido a melhor confidente e companheira, escrevo por mim, escrevo para ti, escrevo para nós.

04
Dez16

hole chest

The leaves fall on the floor, that becomes so colorful and beautiful, the weather is warm and it’s a sunny day. She just stays in the middle of the road looking at that beauty, forget for a seconds the crazy routine of people, admiring what nature can do and transmit.

After a minutes, the heavy on her shoulders back and she just wants to go to her room and cry. She runs trying to hold back the tears of memories. Beside the urge to relieve her feelings, she’s finally in her safe place. Is just a bad day, like the others, but will pass because in the future there is hope…?

 

Why are you crying?

Because I need to relieve my heart of this pain. There are days that is too hard put a smile on my face and just pretend that everything is fine, when in my head is a war between brain and heart.

Keep calm it will pass.

Probably will pass when I won’t have more tears but then the feeling will hide and wait for other occasion. I will rise myself again, like the others times, is just exhausting ignore the fears and don’t make films in my head.

I know, but you need to get over it.

I keep telling me that every day, is just another bad day, tomorrow will be better, but the time is passing. I grow up, but I still need some care, some support. I’m strong but not that strong because I’m too emotional in certain occasions and that ruin me.

Don’t think like that, I’m here for you, you’re not alone.

Is just the reality, life isn’t easy but I’m still alive. I’m still fighting for an uncertain future, fall and rise over and over again. There are good days, but in the most I just survive appreciating the little pleasures of life, look for the world outside and daydreaming without an end.

Daydreaming is good, at least you’re not thinking on the others things.

It feels good, but is always dangerous because I create expectations. I still need you to make me come down to reality, to tell me that my fears are stupid, that I will have my opportunities too. Oh fuck, and I’m crying again, this hole in my chest, I don’t know how to deal the feeling of missing you.

Don’t worry, you can do that, you’re stronger than you think.

I appreciate that! I’m just fear that I’m not enough for nothing, but I know that I have value, these feelings are so strange. I just want to sleep to avoid the reality or hear your voice.”

 

She will be fine and survive to another day, she can cry but know that need to get up no matter the pain, put the mask again and wait for another moment with him.

06
Nov16

*o mental dos 45 dias

Tinha uma meta mental para os 45 dias, metade dos 90 dias já passaram e eu continuo a dar o meu melhor para viver mais um dia, já só faltam outros 45 dias para voltar a ter-te nos meu braços, sentir o teu cheiro e poder finalmente voltar a dizer que estou em casa. Infelizmente haverão mais 6 meses, mas já estamos a metade de metade desses. 

Esperava que por esta altura já fosse capaz de lidar bem com os meus sentimentos e emoções, viver sem ter a ansiedade ou depressão à bater constantemente à porta. A verdade é que a ideia que eu tinha de uma relação à distância é que ira ser mais fácil e iria ser como em "histórias" que ouvia. Estava errada! É complicado, o lado que fica é quem acaba por sofrer mais porque pouco se altera na rotina e a falta da pessoa é muito mais sentida, depois vem as memórias despultadas pelas coisas mais simples no ambiente ao redor. Mas também não é fácil para a pessoa que vai, apesar de ter mais distrações e uma vida completamente nova e querer e precisar de aproveitar, a falta e as saudades também são sentidas. Depois vêm os pormenores e as circunstâncias, a falta de tempo, privacidade, incompatibilidade. Mas quando se ama, não há desculpas, há sempre uma oportunidade para aproveitar, uma mensagem ou uma chamada não levam assim tanto tempo e no fim compensa sempre para diminuir a distância.

Como pessoa aprendi e continuo a crescer, sei quem sou e sei o que quero! É nisso quero agarrar-me e continuar a aprender, a como conviver comigo própria. Ganhei a minha rotina e sempre que posso, ou tenho forças acrescento algo ao meu dia para a monotomia e a solidão não se tornarem tão pesadas. Porém viver com ansiedade e sentimentos e emoções que me levam a uma depressão, trouxeram o meu lado negro de volta. A escuridão é confortável, mas não é um bom lugar para se viver porque põe-me constantemente no limite à espera que o dia seguinte seja melhor, ou tenha força suficiente para me agarrar a luz de presença, que estava ali para mim ao fim do dia. 

Acabei por criar uma separação entre a minha personalidade, a parte racional que tenta estar focada nos seus objectivos, agarra-se as palavras que leva no coração, aqueles pequenos momentos e gestos, que no final desta experiência estarei ainda mais forte e preparada. E a parte emocional, que infelizmente, é um problema porque a cada dia que passa a dor da saudade e falta física são mais sentidas e só aumentam aquela ferida que ninguém é capaz de entender. Perco completamente à minha razão, sobrecarregando a pessoa que mais amo porque tento aguentar tudo sozinha. Sempre mantive tudo para mim, até alguém roubar o meu coração e fazer-me voltar a ligar, a partir daí as pessoas que considerava mais próximas simplesmente desapareceram ou a vida aconteceu e magoou. Inconscientemente voltei a fechar-me no meu lugar escuro confortável e sussurrar aquela luz de esperança. Estou cansada de passar os dias a chorar, à espera que algo mude porque isso não irá acontecer, mais uma vez magoou profundamente. É assim a minha "sina" por enquanto, vai continuar a doer, vou continuar a ter crises de desespero mas não posso viver na escuridão por mais que seja o lugar onde me sinta mais confortável. Os sentimentos do início voltaram à tona e isso esta a levar-me novamente ao extremo e eu tenho que ser parada!

Ao fim de 45 dias continuo a sobreviver e a lutar contra mim, contra a distância, contra os sentimentos, pressão, mas apesar da profunda dor e da solidão que sinto, não estou sozinha. Voltei a dar uso aquelas máscaras guardadas no armário, sei o que é preciso ser feito para sobreviver e não sucumbir ou perder-me nos túneis da escuridão.

Desculpa, mas sou uma pessoa complicada, é preciso ter paciência e ser chamada à realidade várias vezes. Sou assim e gosto e não vou mudar porque apesar de serem os meus defeitos é o que me faz ser aquele doce coração.

04
Nov16

ouves-me solidão?

É só mais uma noite, é só mais uma recaída.

Mais uma vez encostada a um canto, ela chora todo o peso da dor, agarrada sobre si própria, a combater os demónios que lhe sussuram ao ouvido para se deixar levar e superar aquela dor com outra. É tão difícil lidar com a dor de ser fraca, de ser ignorada, de estar sozinha. São só sentimentos falsos, mas parecem tão reais, tao cruéis. 

A visão e coração embaçados pela falta daquela rotina confortável, aquele abraço certo ao fim de um dia difícil, por aquele beijo de proteção. A vida decidiu adiar isso e pôr-lhe uma montanha no caminho, que ela começa a subir e sobe, mas sem aquele suporte para a manter agarrada à parede, há dias em que ela cai. Nuns existem aqueles pensos que a curam e ela volta a ganhar a força para avançar um pouco, mas nos outros não existe nada só ela própria a tentar proteger-se do temporal que se instalou e a desejar que o dia seguinte seja melhor. 

Sussura à noite o beijo da paixão, eles estão debaixo do mesmo céu, isso é reconfortante! mas não diminui menos a distância que se impôs. Mais uma vez ela acaba por escrever no diário, na esperança que as palavras se façam sentir, que o dia seguinte traga alguma alegria para o seu pobre coração que chora por um, mas tem a força por dois.

Apesar de tudo, ela sabe que apesar do presente ser a maior prova, no futuro está aquela luz que a ilumina. É a isso que ela se agarra todos os dias, porque passou mais um e ela continua viva.

But...It's sad being alone

25
Out16

put your mask and smile

Put your mask and smile, just for a minutes let yourself be that sweet and silly girl. Let your smile touch others and conquist the heart of the person who you love.

IMG_20161020_190102.jpg

And then you can be the dark girl again, who try everyday to not have another breakdown, and believe in that sweet words. Reality is so hard when it's a good heart who feel too much for her strenght. Despite the temptations, she must keep going! Wake up, swallow the cry, put the mask on, be there for the others, continue with the routine, and in the end of the day wait to not fall again, stay up until late because the darkness sometimes is so confortable with the soul. 

Missing you is the hardest thing, this whole on my chest who make me cry without a warning.

I miss you, I need you.

15
Out16

mais uma noite, mais um choro desolado

Uma luta entre o coração e a razão.

As saudades começam a ser muitas, e fazem o meu coração sentir-se cada vez mais pesado.

Ataques de ansiedade que não largam o meu corpo.

Tento ser forte e resistir as tentações que os montros me sussuram ao ouvido... Porque a dor pode ser imensa, mas quero saber/encontrar qual o meu propósito, qual é a razão de passar um ano neste inconstante, quando vou receber tudo o que já dei de mim.

Sinto-me aquela rapariga assustada, perdida no meio da multidão. A ver a pessoa que ama no fundo do túnel, a viver e seguir em frente, sem conseguir alcançá-la. No fim acaba sentada num canto a chorar a alma que carrega o peso do seu mundo e do dele, mesmo sem saber.

Não consigo arranjar palavras para descrever, a dor e a luta que é ter que ser obrigada a viver mais um dia da melhor maneira que aguentar, ser um coração mole e acabar por pôr um sorriso na cara e querer saber da sua outra metade da alma. É ela que me faz querer estar cá no futuro, mas mesmo assim há dias que acabo a chorar como a criança desolada de há uns anos atrás.

Como continuar a sobreveviver a isto?

"Can you ever find a home?" ... "When you look me in the eyes"

05
Out16

*até quando esta dor

Hoje é um daqueles dias, que por mais que ponha um sorriso falso na cara ou tente pensar positivo, não dá para aguentar esta dor no peito. Sinto-me impotente comigo própria.

As lágrimas vão escorrendo tentando levar com elas um pouco da solidão, as mágoas do tempo que não é possível ter para haver uma conversa, a dor de não poder chegar ao fim do dia e partilhar como foi, as ideias e preocupações. Até quando este pobre coração vai ser capaz de aguentar?

Aquele choro profundo que quebra a alma em pedaços cada vez mais pequenos. É mais um noite a adormecer agarrada a tua presença inanimada, vencida pelo cansaço e choro.

Porque é que é tão dificil ser forte e conseguir vencer esta depressão que se abateu e não quer desaparecer, por mais que me tente ajustar à realidade e pensar nas palavras de encorajamento...

Não quero preocupar-te ainda mais, prometi-te, mas hoje precisava de ti e apenas tenho o silêncio. Não sei o que fazer, quero dizer-te mas não quero depois vir a ser a razão de não teres vivido. Chorar em silêncio e esperar que amanha venha a ser um dia melhor...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Mensagens

Inspiração


Follow

Sentimentos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.