Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

30.Set.12

pedaços

Cada momento tinha a sua melodia, cada situação do dia era gerida segundo as emoções que a música lhe transmitia, não se desligava daquele mundo alternativo ao barulhento mundo real.

Ao anoitecer e ao amanhecer era inevitável pegar no livro na mesinha de cabeceira e sempre que durante o dia conseguia se afastar do mundo, escolhia um canto e punha-se a ler. Era incontrolável a vontade de querer sentir cada palavra, cada personagem.

O corpo tinha que ser perfeito, não importava se no dia seguinte tivesse dores inacreditaveis nos músculos, era sinal que o trabalhava continuamente até a exaustão. Era o mais importante ser a perfeição em frente ao espelho.

Conforme estivesse o tempo, era assim a sua disposição. Um dia azul com um sol brilhante e um sorriso para todas as pessoas, uma renovação de sentimentos. Um dia de chuva e nuvens cinzentas, um ar melancólico, uma tristeza quando a luminosidade diminuia.

Um pedaço de quatro de entre muitos outros em q.b. transformam uma pessoa no que ela é, a maneira como reage à realidade à sua volta que marca a sua personalidade.

 

20.Set.12

apenas mais um dia

É só mais uma semana, mais 7 dias para ter independência e liberdade, independentemente do futuro. Agarro-me a esse pensamento de que finalmente vou poder dar o rumo que quero à minha vida, fazer o que realmente gosto sem ter ninguém em cima de mim como tem sido estes anos todos. Sinceramente não sei como me tenho aguentado, ou tenho esperança e força ou então deixo-me deprimir por pensar que aquele era um dos meus sonhos.

É tão injusto passar pelo que estou a passar simplesmente pela estupidez dos outros, pela ignorância de quem pensa que sabe tudo, mas nada sabe. Depois de ter lutado só perceberem tarde como realmente eu me sinto ao viver desta maneira e agora só saberem dizer que lamentam mas isso não atenua o que sinto quando começo a pensar que podia ter sido diferente.

Só me resta “viver um dia de cada vez”, evitar pensar no dia de amanhã, tentar viver o dia de hoje da melhor maneira que consigo. Para mim a melhor maneira para me sentir bem e encarar o mundo de forma colorida é arranjar-me e sentir-me mulher à minha maneira, ou seja uma mudança física para me dar ânimo para mais um dia onde rotina e saudade andam em conflito. Conto os dias, mas um de cada vez para o fim de semana e depois novamente para o outro, é difícil ter mais um vez o futuro adiado mas desta vez sem um ombro onde me encostar para ajudar à espera.

 

 

08.Set.12

It's hard, but I am even more

Eu apenas queria ter um vida simples, como nos filmes, mas isso é impossível, afinal são apenas filmes que retratam a realidade que as pessoas querem e não a verdadeira em que vivem. Apenas desejava que as coisas fossem mais simples, sem confusões, sem dicussões sem fundamento, sem problemas que não cabem na cabeça de ninguém. Só queria conseguir sentir que sou eu que vivo a minha vida e não os meus pais que a querem viver por mim, que se metem a torto e a direito com a desculpa que é para meu bem e que mais tarde vou dar valor. Bem, paciência se cometo erros, é com eles que aprendo e não com eles a tentarem proteger-me como se já não soubesse pelo menos um pouco o que a vida custa. Não entendo, eu não sou mimada, sempre fui poupada, sempre compreendi a nossa situação, já levei tantos “não” que já lhes perdi a conta só para os contentar, para tentar ser a filha perfeita que eles querem, mas abdiquei de mim, de ser quem realmente sou, uma adolescente que quer viver como outro qualquer. Foi então que pude ser quem realmente sou, sem máscaras, com amizades onde eu dou a minha opinião e não é por ser diferente que vão falar nas minhas costas, num lugar onde consigo rir, onde me sinto segura, onde encontrei o meu lugar. Porque é que não posso simplesmente viver assim, sem problemas, sem pressões, apenas o que eu quero para minha vida. Não sou orgulhosa apenas quero ter a oportunidade de ter um futuro que eu quero e não que eles querem! Seguir o que gosto, seguir o meu caminho sem uma rede para me segurar quando cair, seguir com o que é importante para mim, ter independência, liberdade, oportunidade.

Eu não os odeio apesar de dar essa impressão, são os meus pais mas quando olho para eles só sinto mágoa e penso que já não aguento mais as tretas deles, que quando sair de casa é para não mais voltar porque é difícil ver os outros a poderem sair e eu ficar em casa a chorar porque eles são assim e eu já tentei, várias e várias vezes, fazê-los entender mas continuam e só me resta conseguir imaginar a esperança que ainda há uma luz ao fundo do túnel.

Sinto-me apavorada com os próximos dias e meses e eles não se importam com isso apenas dizem atrás das portas “viste a cara dela?”, com que cara hei-de estar se há a probabilidade de vir a viver um futuro que não vai de encontro ao que realmente quero. É penoso acordar e pensar que posso vir a ter o que eles querem e não o que quero e que por causa disso posso vir a perder quem realmente sou, a minha essência fechada numa caixa ou então vir a ter o que eu quero e tentar ser feliz à minha maneira .

 

06.Set.12

it's my day

Bem parece que finalmente tenho 18 anos, secalhar devia fazer um discurso a reflectir sobre tudo o que se tem passado até agora, porque afinal é aquela idade de mudança, a melhor da vida, blá, blá, blá. Para mim representa o caminho para me levar para longe deste ambiente, desta casa, da familia, iniciar a minha independência, conseguir ter aquela liberdade que ando a sonhar há anos. Começar a caminhar, a organizar a minha vida, a construir o meu novo rumo, o meu futuro definitivo.

Gritar liberdade e já agora “PARABÉNS PARA MIM"