Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

28.Dez.16

2016 a acabar, vamos reflectir

Com a chegada das épocas festivas, leva inevitavelmente aquele momento de reflexão e retrospecção mais profunda. "Ano novo, vida nova", é o lema tradicional, mas isto deve aplicar-se todos os dias! Não é só por o ano ir mudar, que a nossa vida vai "mesmo" mudar,  há decisões que têm que se fazer todos os dias e são essas que levam as mudanças para uma vida nova a cada dia novo. É óbvio, que com a pressão da sociedade há sempre aquela tendência a se querer fazer as resoluções e o que queremos mudar no próximo ano. Já fui assim, ainda era uma criança e deixava-me levar pelo que via e ouvia, mudar as atitudes no próximo ano, fazer mais exercício no próximo ano, estudar mais no próximo ano, ... só que à medida que fui crescendo e aprendo quem sou, aplico-o quando acho que é necessário! Especialmente este último ano, que fui crescendo e me obrigou a aplicar regras e objetivos a mim mesma para conseguir pelo menos sobreviver a assuntos que não podia simplesmente desistir.

Definitivamente que 2016 foi um ano de mudanças! Teve os seus momentos bons que estão guardados na memória, e também teve os seus momentos maus que me fizeram crescer e aprender.

Concluí o meu projecto final de curso, que me deu imensas dores de cabeça e stress, mas fez-me descobrir a área que realmente gosto! Tive o meu desfile académico como finalista e com isso levo todas as boas memórias das pessoas que me apoiaram a estiveram lá naquele momento marcante. Tive um verão que me aquece o coração e me traz boas recordações.

Devido as circunstâncias da vida, as pessoas que me ajudaram a descobrir quem realmente sou e fazer-me sentir que finalmente pertencia a um lugar, cada uma seguiu o seu caminho, porém continuarão para sempre na minha memória, independentemente do futuro. O meu namorado foi de erasmus e vai novamente no próximo ano e isso está a ser e continuará a ser o maior desafio. Porém com isto, fui obrigada a saber lidar comigo própria, e aprendi e vou ter que continuar. Perdi pessoas, mas ganhei o reconhecimento de quem não estava à espera e os meus sentimentos ficaram ainda mais claros.

Há muitas outros marcos, tanto bons como maus, mas estes foram os que mais definem a pessoa que sou neste momento! Estou orgulhosa de mim, de ter sobrevivido a estes últimos 3 meses que foram uma derradeira batalha física e mental, de apesar das pedras no caminho o que conquistei até agora pessoalmente, todo o trabalho árduo que espero vir a ser recompensado.

Com o novo ano vem um futuro que não é certo, mas tenho os meus objectivos e vou lutar por eles! Tenho imensos medos, principalmente por ir ter 6 meses longe da pessoa que mais falta me faz e dá a força necessária para não desistir. É verdade, que sobrevivi a estes 3 meses, mas foi uma batalha difícil e nem sei bem como consegui "vencer" e continuo abismada comigo própria.

 Porém ainda tenho muito mais para continuar a aprender e crescer com isso. Não sei o que o futuro me reserva, mas vou continuar a dar o meu melhor e melhorar sempre o que posso controlar sobre mim mesma. 

Because this is my life, I can do anything, I can be anything.

2 comentários

Comentar post