Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

08.Dez.18

o quão dificil é agir como uma pessoa normal?

Quero gritar, quero mandar vir com o mundo, quero chorar que nem um criança em desespero. É frustrante a nossa vida estar pendente por causa de outras. É ainda mais enfurecedor essas pessoas não saberem agir como pessoas porque estão bem da vida, não se disponibilizam para o básico ou sequer sabem ter uma conversa decente. Isso traz consequências porque fica tudo pendente e infelizmente é necessário ser adulta e tomar decisões dificeis. Só que essas decisões podem não vir a ser a mais certas, devido as pessoas que não sabe agir como uma pessoa normal e responsável. Estou assustada porque poso vir a tomar a decisão errada e não irá haver volta de desfazer, estou a tentar arranjar alternativas na minha cabeça, estou a tentar ser racional mas não consigo desligar os meus sentimentos.

A adaptação à nova rotina não têm sido fácil, sinto imensa falta daqueles momentos significantes que não fazem ser apenas mais um dia, com dois corpos cansados do stress e ajustes. É o abre olhos e responsabilidades para ele, é o stress de estar numa corrida contra o tempo e ter o final do semestre com imensos trabalhos, apresentações e ainda nem vieram os exames ou a derradeira contagem para entregar a tese. São os novos horários para os dois, que aos poucos começam a fazer-se sentir no corpo e mente. Não me importo do esforço que faço porque sinto que até resulta melhor comigo e consigo ser mais produtiva, mas todas as emoções, stress e frutrações acumulam-se e só fica aquele vazio da memória dos momentos de carinho. 

Não quero de todo deixar-me dar a parte fraca, quero continuar a sentir que isto é o mais adulta, fléxivel e forte que sou, que estou a agarrar nas pontas todas e sou capaz de encontrar alternativas e não perder a esperança, que parece tão vaga, da primeira descoberta e o quanto eu realmente aquilo, como uma criança que se apaixona por um brinquedo e faz birra até o conseguir.