Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

because your smile make me live ♥

so strong, so broken

30
Dez18

obrigado 2018

bii yue

2018 foi o ano que até agora me deu a sensação que passou mais rápido, mas ao mesmo tempo foi tão fluido. Desde o natal, ao qual ligo cada vez menos e já não passa de um dia tão normal como outros, especialmente este ano porque o passei a trabalhar, que ando a pensar no último post do ano e o que é que se passou durante este ano... E a conclusão que cheguei é que não me consigo lembrar de nada em especial! É tão controverso, porque sinto que foi um ano equilibrado, mas que ao mesmo tempo não sei se realmente cheguei a aproveitar por não me lembrar de nada mais marcante. 

Foi um ano em que cuidar de mim interiormente e externamente se entranhou e passou a ser uma necessidade básica. E ainda bem porque notei as diferenças, o meu corpo e sanidade mental agradeceram. A minha vida girou à volta de trabalhos que foram aparecendo, focar-me na universidade e estar presente para as pessoas que eu gosto. Houve alturas mais complicadas à nível de stress e ansiedade, mudanças que começaram a ocorrer nos últimos meses, continuo a tentar descobrir o que é que tenho a nível de saúde. Sinto que me tornei mais adulta e aprendi a levar a vida com outros modos. Tive a oportunidade de ir viver com uma das minhas amigas, sendo que foi uma experiência que sempre quis ter, e voltei a ter outra oportunidade de criar uma amizade forte com uma das pessoas com que vivo, que ao longo de 6 anos nunca tinha acontecido. No entanto parte-me um bocado o coração porque é uma experiência incrível, e tentei proporcionar uma experiência de acolhimento que nunca tive, por isso sei a diferença que fez e fará, mas haverá mudanças já em Janeiro. Os pontos altos foi finalmente ter o meu artigo aceito e publicado, era um dos meus objectivos de carreira universitária e uma concretização pessoal, e ter conseguido ir ao Rock in Rio e ver a Demi Lovato ao vivo. 

Não foi um ano marcante, comparativamente aos outros. No entanto foi equilibrado e ajudou-me a aprender a lidar melhor comigo mesma e com o mundo ao meu redor. Foi possível focar-me nos meus objectivos e construir os caminhos para que 2019 seja um ano em que venha a concretizar mais objectivos, superar as mudanças que se avizinham e possivelmente vir a ser finalmente totalmente independente.

obrigado 2018 por me teres mostrado a pessoa que sou e posso vir a ser.

Sobre mim

foto do autor

Parceria/Colaboração

contacto: helenabeatriz12@sapo.pt

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Inspiração


Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me