Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

because your smile make me live ♥

forceful, trust, connected & discovering the wonders of the universe ✨

because your smile make me live ♥

forceful, trust, connected & discovering the wonders of the universe ✨

29
Jan21

Para ti própria

alma de bii yue

Tens 26 anos. Pode parecer que a tua vida esta sem rumo porque ao teu redor as pessoas levam outro estilo e tem outra mentalidade. Tu própria podes estar a sentir-te um caos, uma enorme turbilhão de emoções, uma sensação de estar dormente. Mas para e olha para o caminho que percorreste até este momento... 

Estas à viver no estrangeiro, tens trabalho, tens namorado, tens amigos, tens dinheiro, tens a tua liberdade. Estas a curar-te interna e externamente. As batalhas nem sempre são fáceis e nem é suposto serem... Porque depois olhas de um um outro patamar e tomas consciência do lugar onde a tua alma e corpo estão no momento presente.

A viver o que pensavas impensável para ti! Vive agora, luta por ti, um dia de cada vez sim, mas experimenta. Muitas vezes vai ser avassalador, demasiado a acontecer na tua cabeça mas para e olha de uma outra perspetivava. Perante a saudade, a dor, os medos, as inseguranças, …, continuas aqui por ti! A olhar para o futuro que podes ter, apenas tens que ir seguindo a direçao que a tua alma e coraçao pedem.

Tentas todos os dias! Estas a dar-te o que sempre quiseste, porque agora o podes fazer, por isso não te sintas culpada, tu mereces!!! 

Sente-te, deixa a tua energia fluir, deixa as tuas emoções virem ao de cima, expressa-te, cria arte, sê quem tens que ser. 

06
Dez20

cold nights and mornings

alma de bii yue

Those lonely nights. Like a dog in bed. Like a cat in the bedroom. Going to open the window and feel the cold of the winter night. Looking at the other buildings and not that many lights open. The wind on the face, the cold taking care of my warm body. Going to the secretary and start writing.

I feel alone. I feel sad. After a day of so much energy and introspection, putting almost everything in order. Creativity comes and goes. Words that play and change the mood. After sounds come the missing of intimacy, the comfort of my house, the joy of a pet.

Just me and myself. With my thoughts and emotions. Distractions but without sleep... 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Wake up. For a few seconds realizing my body before the thoughts and emotions start to rise. Feeling alone. Feeling sad. Feeling anger. Triggers from yesterday, emotions like a snowball. Going to raw, screaming until my throat hurts, crying in despair, feeling the agony. Going back in time, remember moments and the feelings, going more deeply and try to identify the cause. Electricity in my body, feeling every each, breathing and moving around. Singing until my throat hurts even more. 

Sweet soul with so much anger pushing deep down. Those masks over the years are falling down. There are days that are not fine, my body is against me screaming but takes time to heal and incorporate, my mind controls me over anxiety and panic. And rarely I want to feel that pain from the blood.

Human emotions are messy, triggers are a pain in every inch of the body. Nobody faults, just mirror of myself in others and vice-versa. Dealing the best way I can...

23
Nov20

agradece

alma de bii yue

Imersa no mundo holístico. Aprendizagens, reconhecimento de sinais, recolhida em mim mesma, perdida na vazio e cheio da minha alma. Partilha de conhecimento e ser surpreendida com o aceitamento de um lado já não tanto oculto. Fluir, ouvir o coração e o corpo. Trabalhar por mim e mudar a minha aparência, uma vez mais ao fim de meses de estar parada. Sentir e integrar no corpo os efeitos. Um estado de plenitude e conexão. Estar no presente e absorver cada pedaço de respiração.

Uma bolha de gratidão. Um lembrete para ser grata. Para sair da nossa caixinha, ir de encontro às pessoas e dizer o quanto elas significam para nós. Sem medos, saído sem contexto, mas de um lugar de conexão e com amor profundo e sincero. ❤️

Porque a grande outra parte do tempo, é estarmos envolvidos nas rotinas diárias. Com a nossa mente focada nos problemas, nas dúvidas, nos medos, nos erros, no passado e futuro. Enfiados na nossa caixa, sem saber como sair, a ser controlados pelo ego e crenças. A querer gritar e parar, mas sem ser possível. A ver e sentir tudo, menos o que é realmente para ver e sentir.

Morrer e renascer?! É isto?! 

20
Out20

Actos de amor próprio

alma de bii yue

Estar de volta a bruxelas significa voltar a estar sozinha comigo própria. Ocupar a mente e o corpo. Ouvir-me, sentir-me, reajustar-me. Lidar com as emoções e sentimentos, a incerteza do próximo a ano. Saborear a liberdade, ir na correnteza do momento, respirar e controlar-me. Os fins de semana, têm servido não só para estar com as pessoas daqui, mas principalmente para me dar amor das mais diversas formas... 

Uma limpeza profunda a todos os cantos do quarto, organização e decoração. Incenso para purificar e limpar, uma vela para criar um ambiente, imagens e fotos espalhadas pelas paredes, espanta-espíritos colocados em locais estratégicos, luzes entrelaçadas na estrutura da cama. Sempre quis ter um quarto no sótão e estilo tumblr e consegui. Sinto-me bastante confortável no espaço que criei, só não vamos falas das inúmeras vezes com que bato com a cabeça no teto quando estou nos cantos ou as nódoas negras nos joelhos e pernas porque as escadas são desafiantes.

Self-care. Dar atenção à pele com creme e máscaras, cuidar do cabelo com óleos, hidratar e mexer o corpo. Observar ao espelho, sentir o toque na pele, vestir o que me faz sentir bem e bonita. Dançar, cantar e voltar ao journalling. 

As botas militares estão novamente na moda, e desde adolescente que sempre quis ter umas. No entanto, a minha mãe não gostava e eram demasiado caras. Mas por terem voltado e ter o meu próprio rendimento disse a mim mesma que iria fazer esse investimento. Consegui encontrar o meu número, na cor branca e por 20 euros. Um achado e são mais confortáveis do que estava à espera.

122025485_666211420998628_249270130537227800_n.jpg

sou uma pessoa de plantas, mas amo rosas! Sempre quis ter a possibilidade de ir a um florista e comprar uma para mim própria. E foi isso que fiz este fim de semana, e acabei não com uma rosa, mas com um vaso com três botões vermelhos, a Amélia. Eu já a tinha visto a passar para ir apanhar o autocarro, e obviamente que tive que voltar e comprá-la. Vamos ver como as coisas correm, porque o meu quarto recebe luz durante o dia, mas não é direta e com o aquecimento acaba por ficar quente.

121701542_445784303067746_3090523404529505787_n.jp

Viver por mim, oferecer-me pequenos actos de felicidade, saborear ser adulta. Na luta contra a ansiedade e ataques de pânico, ajustar-me à mudança, lidar com a saudade no coração. Por um bocado permito-me porque agora tenho esse poder e dever.

10
Set20

hoje és ouvida

alma de bii yue

E ela via-se mais uma vez de caras com os seus demónios. Não fugiu, ficou ali a olhar-lhes nos olhos. A sentir os triggers, a deixar os traumas vir ao de cima, a gritar internamente, a chorar desalmadamente. As lágrimas carregavam consigo anos de sentir o seu espaço pessoal a ser invadido, a sua voz não ouvida e respeitada, os seus desejos negados. De ser incompreendida ao ponto de colocar uma máscara que nunca foi sua

Foi crescendo, a borbulhar em sentimentos que causaram uma ferida na sua criança, a construir muros de proteção, a utilizar uma máscara que ficou assimilada de que era a sua pessoa. O "problema era ela", daí calar-se, daí guardar tudo para si, daí ficar no seu mundo, daí carregar a dor dos outros e não só a sua. Assustada, sozinha, desamparada, impotente, pequena. Mas não era ela!, é o que foi assimilando, o que via e sentia, o que no pensamento ainda não formado de uma criança fazia sentido, criando uma verdade falsa e crença que ia crescendo.

Lágrimas que correm ... dor e libertação. Tristeza e alegria, clareza no meio de uma tempestade mental e sentimental, sozinha no escuro, dor no coração, leveza na alma. À sua frente, a criança e adolescente, a olharem para a mulher, que lhes têm dado colo, lavada na exposição e vulnerabilidade. 

Choro, respiração, escrita para ajudar a integração. Coragem de enfrentar a sua sombra não reconhecida. Uma dor que percorreu e juntou anos. Um momento doloroso mas que traz consigo a gratidão de se ter permitido...

growing through the internal pain

06
Set20

Queridos 25, obrigado.

alma de bii yue

25 anos, onde encerrei um ciclo, vivi um novo e início um novo. Com o coração cheio, felicidade e gratidão.

E assim chegaram os 26 anos, no meio de um ano onde já fui viver uma vida diferente, fora da minha zona de comforto e voltei à vida que conhecia. Até ao ano passado havia sempre algo já planeado ou um plano alternativo. Agora é o incerto da procura, o quero mas já não esta nas minhas mãos, o posso e é meu. 

A criança e adolescente queriam tanto este momento de ser adulta e nunca imaginaram que estaria de mãos dadas com elas, a aceitar-las e dar o que não consegui na altura. Trago aniversários na memória, tanto com o bom, como com o mau. Agora posso dar colo e esta tudo bem, porque há muitas outras memórias, um misto de emoções.

O que digo a mim mesma: estou orgulhosa de ti! Podes dar um passo a frente e voltar atrás meio passo, mas irás voltar a dar um passo em frente, e é assim que é feita este caminho. Confia, volta-te para dentro, respira, agradece.

IMG_8069.jpg

look at you higher self and you past self

22
Jun20

O caderno

alma de bii yue

Um simples caderno mas que carrega tantos ensinamentos, palavras inundadas de emoções, frases para reler e relembrar. 6 meses depois esta totalmente preenchido, após muitas aprendizagens e crescimento. O que levo é uma enorme gratidão e um sentimento inexplicável de saber o quão cresci, o quanto me transformei. A luz para dar lugar as sombras, as sombras gritarem para serem ouvidas e vistas. Começar a abrirem o caminho para a andarem de mãos dadas.

Foi no dia 14 de Dezembro que o recebi no workshop da Inês Pimental. Pouco tempo depois começou a ser preenchido pelo programa da Ana Silva, "Este e o momento faz de ti a tua prioridade". Poucas semanas depois da minha vinda para bruxelas começou a receber poderosas palavras graças ao programa da Carina Palma, "Conecta-te ao amor". A meio da quarentena veio o programa da Clarissa Guelves, "Livro do amor", que me fez dar aquele passo em frente que até então estava tão reticente de tomar. Para o terminar veio o programa da Nadia Bila, "Desafio de 7 dias para Despertar a Deusa Guerreira".

IMG_20200616_183350.jpg

Apesar de o tempo ser relativo e ter sido só uns meses, reler o que escrevi no início e tomar consciência, voltar aos dias em que comecei e sorrir! Mindfulness é estar mais consciente, mais presente, só conseguimos controlar o agora e o que é nosso, aceitar os baixos e celebrar os altos. Respirar e deixar fluir.

17
Jun20

Qual é a história da minha vida?

alma de bii yue

Poderia dizer que é uma história emocionante, mas é um percurso de vida com altos e baixos, onde errei mas também tenho vindo a aprender imenso.

Este primeiro paragrafo, foi o que tinha escrito quando me surgiu a ideia, depois de ver um vídeo da Cassey Ho da Blogilates. Mas desde então que ficou nos rascunhos, por meses e meses e quase de certeza que passou 1 ano. 

Até ter pegado nesta pergunta e colocado no papel. E escrevi, escrevi, escrevi... Por mais de 1h, as palavras iam saindo, ia revivendo os momentos mais marcantes, as emoções e sentimentos. Olhar nos olhos da criança, da adolescente e da jovem, até chegar a jovem adulta que sou hoje. E a altura de ter começado esta aventura. É um exercício poderoso, porque a história é poderosa e estamos completamente enrolados nela, sem darmos conta do valor. O que os momentos bons e maus trouxeram e fizeram por nós e o que somos neste presente. No entanto, a maneira como contamos essa mesma história aos outros e especialmente a nós mesmos é uma outra conversa

Vulnerabilidade! Para connosco, de pemitirmo-nos reviver as dores e alegrias, a estagnação e a progressão, os erros e as lições, de encarar as pessoas que fomos. Enfrentar momentos que nos trazem dor, tristeza, vergonha, descobrir traumas e a origem das crenças. Dar a mão à sombra e ir dando pequenos pulos de coragem e esperança. Permitir sentir, dar colo e amor, usar o poder interno. Porque ser vulnerável é o que esta a ser pedido no momento actual e é algo que me custa imenso. Dar-me permissão para pedir ajuda, mostrar as minhas verdadeiras faces, o que tenho tendência a guardar dentro de mim, e usar a minha voz, tem sido poderoso e transformador no interior e exterior.

Não é fácil, continua a existir um muro que não consigo transpor por impedimento próprio. medos, uma vez mais. Tenho muitas máscaras que uso e abuso, que estão impregnadas em mim devido a um mecanismo de defesa criado ao longo de anos para me proteger, mas também para me impedir de ver para lá do que o ego não queria. Lutar todos os dias, compreender a sombra, usar a minha voz, ser fiel à rotina de amor próprio.

Quero reescrever a minha história, apenas com uma visão mais alargada. As minhas pessoas fizeram o melhor que podiam com os recursos que tinham. Sou grata pelas lições que aprenderam, pelo que viveram e como me veem. Por isso, o meu reescrever é apenas olhar com outros olhos. Os momentos menos bons e onde não se sentiram amadas, estão agora a serem amadas e aceites. O amor e aceitação existiam, mas de maneiras diferente da que queriam receber e não eram capazes de entender, e esta tudo bem nisso. Porque eu agora entendo e sei que nunca estiveram sozinhas. Eu acolho-as, eu perdoo-as, eu amo-as e eu dou-lhes colo e amor. E hoje sou grata por há um ano atrás ter começado a dar os primeiros passos para me re-encontrar.

12
Jun20

Perguntas à quarentena neste mês de junho

alma de bii yue

Adoro ir ao espaço da Ainda Solteira, especialmente no início do mês quando ela faz o re-post sobre a energia do mês. A palavra renascimento, já me tinha aparecido em outras leituras e nada é por acaso, tudo é sincronicidade. O mês de junho é a continuação deste trabalho interior profundo que o objetivo final é o renascimento da verdadeira pessoa sem as máscaras que a sociedade nos obriga a assimilar ao longo dos anos.

Neste mês de junho as pessoas estão a voltar à rotina num ambiente de medo e falsa segurança, mas com a esperança e consciência que a vida parou, e aprendeu-se imenso ao termos tempo para nós e lidar com as diversas facetas e mudanças ao longo de 2 meses, mas agora é altura de voltar a sentir o significado de viver com liberdade (mesmo que ainda esteja um pouco condicionada) porque o simples é o grande.

As perguntas no post da Ainda Solteira chamaram à minha atenção e aqui vai a minha resposta. 

  • Será que consegui fazer as mudanças necessárias na minha personalidade, por forma a construir uma vida mais feliz?

Acredito que sim! Não sou a mesma pessoa que veio de erasmus, não sou a mesma pessoa do início da quarentena, não sou a mesma pessoa de ontem. Uma contínua aprendizagem, reconhecimento de processos, crenças e mudanças. Quando existe consciencialização e reconhecimento, torna a mudança mais fácil porque tendo ou não os recursos necessários para tal sei o que fazer! E confiar tanto no instinto como no universo. 

  • Será que consegui enfrentar os meus medos ou fiquei "escondida" à espera que tudo passe?

Alguns sim. Pelo menos tomei o primeiro passo de os encarar, onde é preciso reunir a coragem e um trabalho contínuo que não irá terminar nesta vida terrena. 

  • Será que abri o meu coração para poder perdoar o meu passado e começar a viver mais em paz?

Abri o coração e consciência. Agora é passinho a passinho.

  • Será que criei novas formas sustentáveis de viver o dia a dia e ser mais abundante?

Apesar de todo o trabalho interno, existem crenças que ainda estão fortemente enraizadas e que impedem um fluxo mais regular e depois temos a minha própria auto-sabotagem.

  • Será que consigo ser hoje mais feliz do que era há 3 meses atrás?

Sou mais feliz comigo mesma, sem dúvida. Passei a aceitar-me com todas as qualidades mas também defeitos. 

Time Flys Away ☽ ☾

prazer, entra neste cantinho virtual 💌

2E0A6715
biiyue, sou uma adulta a descobrir como viver a vida.
uso as palavras e imagens para me expressar. a jornada de desenvolvimento e cura pessoal é o que me faz lutar para descobrir do que mais sou capaz.
vai buscar chá ou café, põe-te confortável
se ressoar, sê bem-vind(o-a) e fica o tempo que precisares 🌟

descobre-me

foto do autor

Conhece o meu trabalho holístico

blog:🌛 🌝 🌜

Parceria/Colaboração

contacto: helenabeatriz12@sapo.pt

baú de recordações

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

you're doing great! ♥

vibes ✨

pesquisa e encontra

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais de mim no mundo social

Eu Sou Membro

Em destaque no SAPO Blogs
pub