Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

because your smile make me live ♥

forceful, trust, connected & discovering the wonders of the universe ✨

because your smile make me live ♥

forceful, trust, connected & discovering the wonders of the universe ✨

17
Nov20

Lembra-te

alma de bii yue

Esta tudo bem, tens o meu ombro para te confortar. Chora o que tens a libertar, grita o que tens juntado de frustração. Deixa-te cair e agarra-te a mim. Estas segura em ti própria. 

Dias menos bons acontecem, onde nada parece funcionar, onde as emoções se atropelam umas às outras. Por mais que erros sejam apontados, não oiças as vozes. Deixa as amarras soltas, mantém-te firme. O teu valor é valorizado, tu própria sabes, lá no fundo. 

Cada um tem o seu tempo, cada um enfrenta à sua maneira. Respira, estas a lidar da melhor maneira que te é possível no momento. Estas presente, estas a dar a tua visão, estas a dar o teu suporte, estar a dar o amor que recebeste.

Sente intensamente, mas deixa ir quando amainar. Abraça-te, coloca-te o mais confortável possível contigo mesma. Hoje, fizeste o melhor que te foi possível. Amanhã, é um novo dia.

07
Nov20

passado 1 mês de estar a viver fora

alma de bii yue

Há uns dias atrás fez 1 mês que voltei para bruxelas e o tempo têm voado. Cheguei numa altura boa: a cidade de onde ia ainda estava verde, por isso começei logo a trabalhar, as lojas estavam todas abertas e deu para comprar o que era necessário e mimar-me, e ainda consegui ir ao restaurante. Até as medidas começarem a sem impostas e estar de novo numa "semi-quarentena". Houve dias que pensei "Porque é que voltei quando há uma nova quarentena a acontecer? Será que foi a melhor decisão?", mas depois de 2 meses irá sempre mexer com o psicológico, independentemente do país! É um situação que já é familiar, mas traz feridas que se instalaram.

Sabe bem estar de volta, apesar de já não ser o mesmo, já não é aquela novidade. Em contrapartida gosto da casa onde estou, do trabalho que faço. Estou mais confortável, mas não invalida a dor de estar longe. Não invalida continuar na certeza da incerteza. Não invalida esta sensação de serem vidas diferentes e não saber como chegar à junção final. Não invalida ter inúmeros "não sei" que atormentam.

Estou bem, com muitas questões internas à espera de resposta e que olhe mais profundo para mais memórias que vão surgindo. Com um coração de saudade, uma alma a fervilhar de objetivos, uma mente a tentar ter os pés assentes na terra

ノーコピーライトガール(@nocopyrightgirl)さんのメディアツイート / Twitter

02
Nov20

Samhain e Halloween

alma de bii yue

Ainda vou a tempo de falar sobre as melhores alturas do ano, o samhain e o halloween.

O Samhain é uma festividade céltica que representa o final das colheitas antes da chegada do inverno, ou seja, o meio da estação. Um novo ciclo com a chegada do frio, tal como a frequência de energia também se altera. Altura de desapegar, largar o velho, recolher e criar espaço para o novo. Resumidamente, deixar morrer para renascer

Era suposto fazer o tinha planeado com uma amiga, mas com as circunstâncias que vivemos atualmente não foi possível. No sábado de manha, acordei, após uma meditação de conexão com a minha ancestralidade, fui a caminho da floresta em plena cidade de bruxelas. "Bois de la Cambre", já conhecia a zona do parque mas nunca surgiu a oportunidade de ir à zona de floresta. Foi uma experiência magnifica! Estava um dia de sol, com temperatura bem agradável, um vento suave e confortante. Sozinha, em sintonia com floresta, a ouvir, a apreciar, a explorar. A parta mais alta foi ter visto um esquilo a passar à minha frente. A energia era tão reconfortante, tão gratificante. Sentia uma proteção, que estava tudo certo mesmo perante as adversidades. Que não estava sozinha, estava a ser guiada e acolhida, e com diversos insigths durante toda a caminhada de exploração, com paragens pelo caminho para sentir o pulsar de vida nas folhas e nas árvores.

IMG_20201031_101532.jpg

IMG_20201031_102942.jpg

IMG_20201031_111133.jpg

E depois vem o halloween, a melhor altura do ano! A minha festividade preferida, que este ano foi diferente por estar longe do lugar e das pessoas com que festejo. Pela primeira vez fiz cravei uma abóbora, e aminha felicidade ao fazê-lo! 

IMG_20201031_163442.jpg

Foi um dia bem passado, com energias intensas, insights ficarem ainda mais conscientes, conectada com a energia ao meu redor e comigo mesma. Spooky day, mas é isso que é o dia.

25
Out20

perdida na insônia

alma de bii yue

Insônia. Perder a conta a quantas vezes já virei e revirei a cama. O cansaço no corpo, mas a hiperatividade na mente. Os sentimentos a voar ao sabor do vento, vão e vêm, tal como as lágrimas. O repensar de decisões, o sufocar do pensamento de não sou capaz, olhar em volta envolvida na mentira do conforto criado.

A solidão abata-se, não te tenho ao meu lado. A saudade denuncia-se e faz o coração doer. A tua presença, o nosso canto, o teu abraço. A rotina, os abraços, os fins de semana. Sentir o teu cheiro, o teu corpo contra o meu. O meu porto seguro que está tão distante... Os medos atrapalham-se, sem data, sem respostas, apenas uma espera no seu início.

Corpo e mente precisam de descanso, mas tudo grita, tudo dói, tudo se encolhe. O vento sopra mais forte em sintonia com o que sinto, com o que guardo cá dentro. Esta tudo bem, mas não esta tudo bem. 50/50 ou é um mecanismo de defesa?! Fins de semanas e noites custam. Fico perdida na memória, a revisitar fotos e a suspirar pelo que deixei. 

Sinto-te ao meu lado a respirar, o gato encostado às minhas pernas. Mas é uma mera sensação de conforto longínquo. As lágrimas escorrem por fim, o calor da ansiedade faz-se sentir num corpo gelado. Dor contra dor, suspiro contra suspiro, pensamento contra pensamento.

20
Out20

Actos de amor próprio

alma de bii yue

Estar de volta a bruxelas significa voltar a estar sozinha comigo própria. Ocupar a mente e o corpo. Ouvir-me, sentir-me, reajustar-me. Lidar com as emoções e sentimentos, a incerteza do próximo a ano. Saborear a liberdade, ir na correnteza do momento, respirar e controlar-me. Os fins de semana, têm servido não só para estar com as pessoas daqui, mas principalmente para me dar amor das mais diversas formas... 

Uma limpeza profunda a todos os cantos do quarto, organização e decoração. Incenso para purificar e limpar, uma vela para criar um ambiente, imagens e fotos espalhadas pelas paredes, espanta-espíritos colocados em locais estratégicos, luzes entrelaçadas na estrutura da cama. Sempre quis ter um quarto no sótão e estilo tumblr e consegui. Sinto-me bastante confortável no espaço que criei, só não vamos falas das inúmeras vezes com que bato com a cabeça no teto quando estou nos cantos ou as nódoas negras nos joelhos e pernas porque as escadas são desafiantes.

Self-care. Dar atenção à pele com creme e máscaras, cuidar do cabelo com óleos, hidratar e mexer o corpo. Observar ao espelho, sentir o toque na pele, vestir o que me faz sentir bem e bonita. Dançar, cantar e voltar ao journalling. 

As botas militares estão novamente na moda, e desde adolescente que sempre quis ter umas. No entanto, a minha mãe não gostava e eram demasiado caras. Mas por terem voltado e ter o meu próprio rendimento disse a mim mesma que iria fazer esse investimento. Consegui encontrar o meu número, na cor branca e por 20 euros. Um achado e são mais confortáveis do que estava à espera.

122025485_666211420998628_249270130537227800_n.jpg

sou uma pessoa de plantas, mas amo rosas! Sempre quis ter a possibilidade de ir a um florista e comprar uma para mim própria. E foi isso que fiz este fim de semana, e acabei não com uma rosa, mas com um vaso com três botões vermelhos, a Amélia. Eu já a tinha visto a passar para ir apanhar o autocarro, e obviamente que tive que voltar e comprá-la. Vamos ver como as coisas correm, porque o meu quarto recebe luz durante o dia, mas não é direta e com o aquecimento acaba por ficar quente.

121701542_445784303067746_3090523404529505787_n.jp

Viver por mim, oferecer-me pequenos actos de felicidade, saborear ser adulta. Na luta contra a ansiedade e ataques de pânico, ajustar-me à mudança, lidar com a saudade no coração. Por um bocado permito-me porque agora tenho esse poder e dever.

07
Out20

Saudaçõs de Bruxelas

alma de bii yue

Houve choro, um coração bem apertado na despedida, uma sensação de perder o chão e a típica frase na cabeça "O que raio estou eu a fazer?!". A agarrar uma oportunidade, uma expectativa de continuar a confiar e ver onde este caminho me leva...

Nem 24 horas precisaram passar-se para ficar constipada, garganta inchada, nariz entupido. Ficar a espera no frio por transportes, andar pela cidade com duas malas, carregá-las por 6 lanços de escadas, ir às compras. 4 da manhã acordo cheia de dores na cara de sinusite, acordar as 7 para ir trabalhar e estar doente de um modo que cheguei a casa e eram 22 e já estava a dormir. Muita emoção, mudança, assimilação... E assim continuara a ser até me voltar a ambientar a esta nova rotina e vida de estar sozinha.

Aqueles primeiros momentos após acordar e ate estar arranjada para sair de casa são os mais pesados. Vazio, silêncio, desconforto. Falta de ter o gato à minha volta a pedir mimos ou a correr pela casa a fazer asneiras, um quarto que sinto que ainda não esta confortável ao meu gosto, aquele abraço ao final do dia. 

Sinto que não sou capaz de aguentar, o futuro continua naquela estrada de certo mas incerto. Um dia de cada vez, retirar o melhor da cada, aprender e crescer mais. Mas a verdade é que vim, estou aqui e não há volta a dar. Custa, dói, no entanto e a realidade e fiz o que me foi possível para me preparar. 

fff1b04e5f33cd627e74fc95c1fe25ea.jpg

03
Out20

Olá Outubro

alma de bii yue

Em setembro abateu-se sobre mim a chamada vida de desempregada, o não sossego de ter vida em duas cidades e andar em constantes viagens, as crises existenciais da idade, ter tempo livre mas não o conseguir desfrutar comigo mesma para matar saudades.

Não, não consegui lidar bem com as coisas, a ansiedade e pressão fizeram sentir-se silenciosamente. Acabei por só conseguir fazer meia dúzia de coisas que queria, as outras ficaram pelo caminho da preguiça e não conseguir ter o mesmo entusiasmo. Mas não foi um mau mês, aproveitei o que me foi possível. Os dias em casa sozinha com o gato, com a liberdade de estar como queria. Os abraços, as conversas, os passeios, os lanches, as visitas. 

Até um dos piores dias, onde o choro não parava, uma dor indescritível, esperar pelo apoio incondicional mas ter uma chuva de palavras que magoam e que nem sequer me pertencem. A depressão que já andava a rondar abateu-se. Decisões tomadas!

Outubro, a voltar a viver uma aventura. Fecho e início. A dualidade entre cerébro e coração. O pesar do comforto e saudade. O medo e entusiasmo. O amor e a falta. O estar comigo mesma, novamente.

01
Out20

viagem de carro

alma de bii yue

Passeios de carro sem destino são daquelas sensações difíceis de descrever. Uma bolha de conforto em fugir à realidade. As paisagens, o rádio a tocar, os olhares para a direita a espreitar as expressões e ficarem gravadas na memória.

"Estas feliz? Sim, porque? Por estares a cantar, é como das outras vezes. A calma antes da tempestade." O que mais desejava era ficar envolvida naquela bolha de felicidade por umas horas para esquecer todo o drama, discussões, exaustão, medos, o futuro que se avizinha. Atingiu como um raio, porque estava a vibrar naquela felicidade de saborear tudo o que me estava a ser proporcionado.

Os dias parecerem iguais para um novo futuro que se avizinha. Uma bolha de proteção, uma dormência, uma espera na tentativa cega de aproveitar, um juntar de forças para despedidas. Um novo que já não é assim tão novo, voltar com e sem esperanças, com um coração carregado de emoções. Os planos de recomeçar de mãos dadas com a preocupação do comforto que fica. O receio de lidar com a estabilidade mental. As dúvidas geradas por crenças enraizadas. A dor de largar tudo e a incerteza do que virá a seguir...

Time Flys Away ☽ ☾

quase, quase ♥

prazer, entra neste cantinho virtual 💌

2E0A6715
biiyue, sou uma adulta a descobrir como viver a vida.
uso as palavras e imagens para me expressar. a jornada de desenvolvimento e cura pessoal é o que me faz lutar para descobrir do que mais sou capaz.
vai buscar chá ou café, põe-te confortável
se ressoar, sê bem-vind(o-a) e fica o tempo que precisares 🌟

descobre-me

foto do autor

Parceria/Colaboração

contacto: helenabeatriz12@sapo.pt

baú de recordações

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

you're doing great! ♥

vibes ✨

pesquisa e encontra

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais de mim no mundo social


Follow